Como pode o homem ser aceito por Deus?

Qualquer que seja a religião que o homem professe, esta se caracteriza fundamentalmente pela forma em que ensina os seus seguidores a aproximar-se de Deus. Ou lhes ensina a aproximar-se por suas obras, ou lhes ensina a aproximar-se pela fé.

Há na Bíblia dois homens, irmãos entre si, que representam estas duas formas de apresentar-se diante de Deus. Um é Caim e o outro é Abel, os filhos de Adão e Eva. Eles nasceram fora do jardim, e ambos herdaram a mesma natureza pecaminosa de seus pais. Adão não podia lhes transmitir a fé, porque "o que é nascido da carne, é carne; e o que nascido do Espírito, é espírito". De modo que Caim e Abel eram iguais quanto a sua natureza.

Entretanto, na hora de apresentar-se diante de Deus, eles assumiram atitudes diametralmente opostas. Estas diferentes atitudes determinaram que recebessem da parte de Deus uma resposta também diferente. A Palavra de Deus diz que a diferença não está fundamentada na distinta natureza destes homens, mas somente nas ofertas que apresentaram.

Hebreus 11:4 diz: "Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho de suas ofertas; e morto, ainda fala por ela". Caim ofereceu a Deus o fruto da terra. Isto, que poderia parecer louvável, não o era, porquanto a terra estava amaldiçoada por causa do pecado. Deus tinha sacrificado um animal para cobrir a Adão e Eva, tinha derramado sangue para cobrir os primeiros pais, mas Caim considerou desnecessário oferecer um sacrifício de sangue. Entretanto, a Bíblia diz que "sem derramamento de sangue não se faz remissão" (Heb. 9:22).

Consideremos agora o sacrifício de Abel. Este trouxe dos primogênitos de suas ovelhas, do mais gordo delas. Entendeu que nenhuma de suas boas obras podiam lhe permitir o acesso a Deus. Na oferta de Abel ficou simbolizado o sacrifício perfeito de Cristo. Assim também, toda alma quebrantada acha em Cristo seu substituto por excelência, quem tomou seu lugar no juízo sobre a cruz. Não é questão de sentimentos, mas sim é um assunto de fé.

"Justificados, pois, pela fé temos paz para com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo" (Rom. 5:1). "Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício que Caim" (Heb. 11:4). Caim não teve esta fé e, portanto, não trouxe sacrifício de sangue. Abel teve fé e ofereceu o sangue e a gordura, que é a vida e excelência da pessoa de Cristo.

O caminho de Caim teve muitos seguidores através da história e o segue até hoje. Os seguidores de Caim são pessoas religiosas, mas eles pensam que podem aproximar-se de Deus a sua maneira. Sua religião é só um ritual, que serve para sossegar a consciência, ou para ser aceito socialmente. Com qual destes adoradores você se identifica? Creia no Senhor Jesus Cristo, e alcançará a perfeita paz com Deus. Só em Cristo há justiça e salvação eterna.

Diseņo descargado desde plantillas web gratis y profesionales.