Não a mente, mas o coração

Oséias 2:14.

A mensagem de Deus sempre vai dirigida ao coração. O coração é o centro de toda a atividade espiritual do homem, por isso Deus se dirige ali. José falou ao coração dos seus irmãos e os consolou, logo depois de eles terem se afligido temendo a represália do seu irmão (Gên. 50:21). Paulo falava ao coração dos seus ouvintes, por isso, eles eram comovidos e atraídos por sua palavra (Atos. 16:14). O Senhor mesmo, em sua ternura por seu povo rebelde, decide levá-lo ao deserto, e ali falar-lhes ao coração (Os. 2:14).

No entanto, nem sempre os que falam da parte de Deus dirigem a sua mensagem ao coração. Nem sempre reconhecem que o maior problema do homem está em seu coração, não na sua mente. O abismo maior que o profeta de Deus tem que encher é o coração do homem.

Há muitos pregadores que falam uma mensagem para a mente; uma mensagem que bem pode despertar admiração pelos dotes exibidos ou pela erudição mostrada, mas que não satisfaz a fome espiritual. Tais são pregadores secos, sem o Espírito, que não saciaram a sua própria sede nem tampouco podem saciar a dos outros.

Quantos púlpitos são ocupados por pregadores que encheram a cabeça de informação bíblica, e que a única coisa que esperam é poder passá-la para a mente dos seus ouvintes. O que sai de uma mente ensimesmada e fortalecida só pode ocupar o lugar na mente dos outros. Então, os que têm a desgraça de lhe escutar não ouvirão a Deus, nem receberão consolo pela Palavra. Eles seguirão sendo por muito tempo como o cervo que brama –insatisfeito– pelas correntes das águas.

Quantos pregadores há que procuram o tema da sua mensagem em um manual do pregador. Tais coisas dificilmente podem trazer vida aos que o ouvem, porque a Palavra de Deus surge no coração de Deus. O que deve fazer aquele que espera falar da parte de Deus? Simplesmente, ouvir o que há no coração de Deus para em seguida canalizá-lo para o coração do homem.

Diseņo descargado desde plantillas web gratis y profesionales.