A vontade de Deus: a nossa santificação

"E ele vos deu vida … todos nós vivemos em outro tempo nos desejos da nossa carne e dos pensamentos…" (Ef. 2:1, 3).

É maravilhoso perceber que quando o Senhor, por seu Espírito, fez morada em nós, ele mudou por completo a nossa vida. Não é que ele agora tome nossa velha natureza –que é e será sempre pecadora– e comece a reformá-la como quem organiza um aposento em desordem, mas sim ele troca a nossa vida pela sua. Agora em nosso espírito há outra Vida; agora em nosso espírito há Alguém: o Espírito mesmo, que dá testemunho ao nosso espírito de que somos filhos de Deus.

É natural que no começo da nossa carreira santa duvidemos se, de fato, nossa velha vida foi trocada pela dele. Nossas dúvidas surgem porque ainda percebemos em nossos membros a lei do pecado: que o mal está em nós. Sim, inclusive depois que o Espírito nos tomou como a sua morada, a lei do pecado continua em nossos membros. Onde, então, ocorre a mudança em nós depois de confessar com a boca que Jesus é o Senhor?

Damos graças a Deus por sua Palavra, sempre tão perfeita! Na Epístola aos Romanos encontramos uma resposta para essa pergunta: "Mas vejo outra lei em meus membros, que se rebela contra a lei de minha mente…" (Rom. 7:23). Ou seja, há agora uma nova lei em nossa mente, que aborrece o pecado. O testemunho interno de nossa conversão não é a ausência da lei do pecado em nossos membros, mas sim a presença de uma nova lei em nossa mente.

Todos nós podemos dizer que antes que o Senhor nos desse vida vivíamos nos desejos da nossa carne e dos pensamentos. Nosso desejo (consciente ou inconsciente) era fazer a vontade da nossa carne e dos nossos pensamentos. Éramos escravos. Mas, graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor! Agora o seu Espírito mora em nós e há uma nova lei. Não desejamos mais pecar, mas sim conhecer e obedecer a santa vontade de Deus. Não mais queremos ser e caminhar como insensatos, mas sim conhecer qual é a vontade do Senhor.

É certo que há aspectos particulares da vontade de Deus para cada um dos seus filhos, mas também é verdade que existem aspectos gerais da vontade de Deus que se aplicam a todos os seus filhos. "Pois a vontade de Deus é a vossa santificação" (1Ts. 4:3). Estas palavras, que foram proferidas para um grupo de cristãos jovens no Senhor, são verdadeiras e aplicáveis a todos os filhos de Deus.

Todos aqueles que verdadeiramente nasceram de novo podem atestar que, apesar de que a lei do pecado ainda está em seus membros, existe uma nova lei neles. Neles há um forte desejo de conhecer e cumprir a vontade de Deus. Conhecer a vontade de Deus e aprender que somente a vida e o poder de Cristo em nós podem cumprir perfeitamente essa vontade é a obra de uma vida inteira. Esta larga jornada começa com o conhecimento de um aspecto simples, mas fundamental, da vontade de Deus: a nossa santificação.

Design downloaded from free website templates.