O pior pecado

Tanto no Novo Testamento como no Antigo há um pecado que se destaca de forma especial. No entanto, este pecado não é o que usualmente se pensa que é o mais grave. O pecado destacável no Antigo Testamento é deixar de amar a Deus. No Novo, é recusar crer no Senhor.

Quando a Bíblia diz que o homem está condenado e se converteu em um pecador aos olhos de Deus, não significa que cometeu um montão de pecados de tais ou quais características. O primeiro mandamento é amar a Deus de todo o coração, a alma, a mente e as forças. Portanto, infringir este mandamento é o principal pecado.

O pecado entrou no mundo através de um homem. E qual foi o pecado desse homem? Ele não assassinou, nem fornicou, nem cometeu nenhum dos maus pecados do mundo de hoje. Adão começou a duvidar do amor de Deus. Em seguida, nesse pecado seguiram todos os outros.

No Novo Testamento lê-se reiteradamente que aquele que crê, tem a vida eterna. Quais, então, perecerão? Serão os assassinos, os fornicários? Não necessariamente. O evangelho diz uma e outra vez que aqueles que não crêem são os que serão condenados (Jo. 3:16,18); eles são os que permanecem debaixo da ira de Deus (Jo. 3:36). O Senhor disse que o Espírito Santo veio para convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo (Jo. 16:8). De que pecado veio convencer? "Do pecado, porque não crêem em mim" (Jo. 16:9).

A razão pela qual o homem comete todos os seus pecados é porque ele não tem uma relação apropriada com Deus. Nisto consiste todo o problema. A relação com Deus se restaura quando se crê no que ele diz. Hoje Deus está dando testemunho a respeito de seu Filho. E de novo o homem não está crendo nele. João o apóstolo diz: "...quem não crê a Deus, tem-lhe feito mentiroso, porque não creu no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho". E adiciona: "E este é o testemunho: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida; que não tem o Filho de Deus não tem a vida" (1ª João 5:10-12).

Duvidar da palavra de alguém é duvidar da própria pessoa. Deus é verdadeiro, e isso significa que entre ele e a sua palavra não há nenhuma contradição. Se o que ele tem dito em relação a seu Filho não é crido, então a ofensa é maior e essa incredulidade é o maior pecado, tão grave, que é capaz de mandar o homem para o inferno.

Design downloaded from free website templates.