Membros uns dos outros

Duas vezes aparece nas epístolas de Paulo uma expressão muito especial. Em Romanos 12:5 diz: "Assim nós, sendo muitos, somos um só corpo em Cristo, e todos membros uns dos outros". E em Efésios 4:25: "Pelo qual, desprezando a mentira, falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros".

Estas frases destacadas nos falam da estreita unidade que há entre os diversos membros do corpo de Cristo. Não há só uma unidade vertical, isto é, com respeito à Cabeça que é Cristo, mas há também uma relação horizontal com respeito a cada membro do corpo. Esta segunda classe de relação é ainda mais estreita e mais difícil de aceitar que a primeira, porque afeta a nossa desconfiança natural de outros.

Ainda que seja muito grande e maravilhoso, nenhum crente estaria disposto a rejeitar a palavra que diz: "Vós, pois, sois o corpo de Cristo, e membros cada um em particular" (1ª Cor. 12:27). Tampouco, nenhum verdadeiro crente rejeitaria o que está em 1ª Coríntios 12:12, ainda que choque com os nossos padrões mentais: "Porque assim como o corpo é um, e tem muitos membros, mas todos os membros do corpo, sendo muitos, são um só corpo, assim também é Cristo" (não somos apenas membros do corpo de Cristo, mas também membros do próprio Cristo).

Mas eis aqui esta palavra que estamos destacando hoje. O que diremos dela? Creremos nela? Vamos rejeitá-la? Ser membros uns dos outros significa que a sorte de cada irmão em Cristo está infalivelmente unida à minha; que sou dele e ele é meu. Não há nada que possa nos separar uns dos outros, porque somos membros uns dos outros.

Assim como seria absurda e fatal a desconexão de um membro do corpo de outros, assim também o é que um membro do corpo de Cristo negue a unidade perfeita que lhe une com o resto dos membros do corpo.

Até o fato de que esta frase apareça exatamente igual em dois distintos versículos também tem um significado. O número dois na Escritura é o número do testemunho. "Por meio de duas ou três testemunhas toda palavra será confirmada". Quando algo está dito duas vezes, significa que é firme, que o que foi dito é de absoluta confiança. Assim, este assunto é firme, é a verdade de Deus, é a realidade espiritual e indivisível do corpo de Cristo.

Ainda necessitamos ver as implicações práticas que esta verdade pode ter. Quanta bênção tem em seu seio, como um embrião pronto para desenvolver-se? Não sabemos se tem sido vivido em algum lugar da terra em toda a sua dimensão. No entanto, seja como for, a palavra está aí, a vida dessa palavra está disposta a manifestar-se em qualquer lugar que for crida.

Enquanto isso vamos crendo na Palavra, e vamos nos entrelaçando sem prejuízos nem suspeitas, com a convicção de que nenhuma palavra que sai da boca de Deus jamais volta vazia.

Design downloaded from free website templates.