O propiciatório

O propiciatório era coberto de ouro e cobria a arca. Diferente dos outros móveis, o propiciatório não era de madeira recoberta com ouro, mas sim de ouro puro. Isto nos indica de que não há nada de humanidade naquilo que o propiciatório representa. Aqui está o testemunho da obra de Deus em Cristo, feita a favor do homem para reconciliá-lo com Deus. Na obra de redenção, não há participação do homem, exceto para recebê-la, como destinatário e beneficiário dela.

Se a arca não tivesse propiciatório, teria sido perfeita para Deus, mas terrível para nós. O propiciatório é a provisão de Deus, sua graça e sua misericórdia para o homem. A palavra "propiciatório" tem a ver com "propiciar", que é estar a favor de algo ou alguém; o propiciatório está inteiramente a favor do homem. O propiciatório cobria totalmente o arca, o qual significa que seu conteúdo é suficiente para Deus e para nós.

O arca é também o trono de Deus no meio do seu povo, pois através dela Deus governa. E o governo de Deus muitas vezes implica juízo. Entretanto, este trono de governo (e de juízo) tem sua cobertura permanentemente ungida com sangue. É o sangue da expiação, pela qual a justiça de Deus é satisfeita, e os homens são absolvidos e declarados justos.

Isto era o que declarava cada vítima sacrificada, cujo sangue era posto ali uma vez por ano pelo sumo sacerdote. Mas sobretudo, ela anunciava o sangue mais precioso, sem mancha, que o Cordeiro de Deus teria que derramar na cruz do Calvário, não só para cobrir nossos pecados, mas sim para tirá-los de uma vez e para sempre. Porque certamente, aquela sangue tipológico só cobriu temporalmente a multidão de pecados, mas o sangue de Cristo, tirou todos, aqueles do Antigo Pacto, e os atuais, sob o Novo (Heb. 9:15).

A expressão do Paulo em Romanos nos sugere claramente a preciosa obra do sangue de Cristo no propiciatório, não do tabernáculo terrestre, mas sim no celestial: "Sendo justificados gratuitamente por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus pôs como propiciaciação por meio da fé em seu sangue..." (Rom. 3:24-25). Também o diz Hebreus: "Porque se o sangue dos touros e de bodes e as cinzas de uma novilha esparzida sobre os imundos, os santificam quanto a purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas para servirdes ao Deus vivo?" (9:13-14).

João, no final da era apostólica, recorda-nos isto mesmo ao dizer: "Meus filhinhos, estas coisas lhes escrevo para que não pequem; e se alguém tiver pecado, temos um advogado para com o Pai, a Jesus Cristo o justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados; e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo" (1ª João 2:1-2). Cristo não é só a verdadeira arca, mas também o verdadeiro propiciatório, provisão constante e preciosa para todo crente.

Design downloaded from free website templates.