Salvos sem fé?

Se disséssemos assim, sem explicação alguma, que é possível ser salvos sem fé, poderia soar como heresia para os que conhecem as Sagradas Escrituras. No entanto, ao examinarmos mais atentamente, damo-nos conta que na Bíblia muitos foram salvos sem fé, ou com uma fé emprestada.

Na Bíblia é narrado o caso de um homem que foi salvo pela fé dos seus amigos, já que ele não tinha fé (Marcos 2:1-5). Este era um paralítico. Ele tinha quatro amigos que o amavam muito, e queriam que fosse curado. Eles decidiram levá-lo para Jesus. Então o tomaram, e o deitaram em uma maca, e começaram a abrir passagem entre a multidão. Mas, oh, não, de repente não puderam seguir, porque não havia lugar junto ao Senhor! Então eles tomaram o seu amigo, subiram-no para o teto, fizeram uma abertura nele, e o baixaram aos pés do Senhor. A Bíblia diz que o Senhor Jesus, ao ver a fé deles, disse ao paralítico: "Filho, os seus pecados te são perdoados". E lhe curou. Este milagre não foi o resultado da fé do homem, mas sim da de seus amigos. Não foi o paralítico quem tomou a iniciativa de aproximar-se do Senhor, mas sim dos seus amigos.

Mas ainda houve outros casos mais dramáticos. Certa vez, o Senhor encontrou em uma sinagoga uma mulher encurvada. Fazia 18 anos que não podia erguer-se. Todo esse tempo não podia olhar para o céu; quanta vergonha e humilhação teria sofrido! Quando o Senhor Jesus a viu, chamou-a. Não lhe perguntou se tinha fé, tampouco se queria ser curada. Não lhe disse nada, exceto: "Mulher, estás livre da tua enfermidade!". E pondo as mãos sobre ela, endireitou-se (Lucas 13:10-13). Ela tinha fé ou não? Para o Senhor não foi importante.

Outra vez o Senhor foi ao tanque de Betesda, onde uma multidão de doentes esperava que descesse um anjo do céu para que tocasse a água do tanque. Cada vez que descia, o primeiro doente que tocasse a água, era curado. Um deles, um paralítico, tinha estado ali 38 anos, e nunca tinha podido ser curado, porque sempre outro se adiantava. O Senhor se aproxima e, sem mais rodeios, pergunta-lhe: "Quer ser curado?". O Senhor não lhe perguntou se tinha fé. Simplesmente lhe perguntou se queria ser curado. Essa pergunta deve ter parecido ao paralítico a mais bela música aos seus ouvidos. Então, obtida a resposta, o Senhor lhe curou.

Este paralítico, da mesma maneira a mulher encurvada, representa à humanidade sofrida, preterida. Eles são os derrotados da vida, os que ficaram estendidos à beira do caminho. Presenciaram como outros triunfam, enquanto a sorte lhes deu as costas. Mesmo para estes o Senhor veio. Não é necessário ter fé. Basta estar próximo do Senhor para ser alcançado por sua mão carinhosa. Não é preciso crer (quem pode presumir de ter sido salvo por sua própria fé?). Basta aproximar-se dele e lhe abrir o coração para que Ele entre para morar. Ainda, no dia de hoje, o Senhor pergunta aos homens e mulheres que sofrem: "Quer ser curado? Quer ser salvo?". Basta que você lhe diga "Sim", e Ele o salvará e lhe curará.

Design downloaded from free website templates.