Crescimento espiritual

"Até que todos cheguemos..." (Efésios 4.12).

Apesar de muitos já terem dito, e muitas coisas já estarem escritas sobre o crescimento espiritual, é sempre bom relembrarmos as coisas que nos são ensinadas pelo Espírito, pois, como diz o nosso irmão Paulo, é segurança para nós.

É muito claro nas Escrituras que Deus não quer filhos carnais, criancinhas em Cristo, mas filhos maduros, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo (Ef. 4.13). Paulo quando diz em I Coríntios 3, no verso 1, que não pôde falar a eles como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo, revela-nos claramente do propósito de Deus, que cheguemos a espirituais.

No que diz respeito a nós cristãos, a Escritura fala de regeneração, isto é, de novo nascimento, e depois de crescimento e frutificação (Mc. 4.26-29). João usa também esses estágios da vida cristã, comparando-as com o desenvolvimento e crescimento do ser humano quando diz sobre meninos, jovens e pais (I Jo. 2.13-14). Para isto o Senhor nos enviou o seu Espírito, o parácleto, o ensinador, porque não olhou somente para a salvação, mas também para o seu Reino. Ele desejou trazer muitos filhos à glória, e isto desde antes da fundação do mundo. Filhos de adoção, filhos maduros por Cristo; reis e sacerdotes (Ef. 1.5).

O grande engano é que muitos pensam que esta maturidade será culminada quando recebermos um corpo glorificado. O que cada um de nós precisa saber, é que vamos para o tribunal de Cristo, com a mesma medita que nos encontrarmos no momento do arrebatamento. Por exemplo: Se o Senhor voltar hoje, a nossa medida será a mesma que temos hoje. O fogo vai provar a obra de cada um, e se o que temos edificado for um edifício de palha, ou de madeira irá se queimar, e sofreremos um prejuízo eterno (I Cor. 3.13-15).

É necessário compreendermos também que ninguém pode crescer individualmente. Este crescimento não é possível individualmente porque necessita da justa operação de cada parte (Ef. 4.16). O homem feito que nos ensinam as Escrituras é Cristo ressurreto, o novo homem. Um Corpo formado por vários membros e bem ajustado, onde o cabeça é Cristo (Col. 2.19). Para isto o seu poder opera eficazmente: para apresentar todo homem perfeito em Cristo (Col. 1.28). Até que tudo esteja cheio dEle (Ef. 4.10). Jesus quando voltar não deseja uma esposa criança, nem menina, mas uma mulher formosa. Enquanto a Igreja não alcançar este estágio, será necessária a edificação.

Design downloaded from free website templates.