Rompendo com o passado

Quando um crente se converte a Cristo, passa da morte para a vida. Há uma verdadeira revolução em sua existência. Começa a ver todas as coisas de uma maneira distinta. Ao saber que seus pecados foram perdoados, experimenta um alívio em seu coração. Vive agora em um novo mundo: no mundo das coisas eternas. Entretanto, sua vida anterior deixou um rastro, amontoou sobre ele uma grande carga de morte.

Como pode alguém que está começando este Caminho, desprender-se de seu passado no mundo? Na Bíblia não se dá atenção ao que uma pessoa fez antes de crer no Senhor. Tudo é centrado no que é necessário fazer depois de ser salvo. Entretanto, há alguns exemplos a respeito de como proceder com as coisas do passado.

O primeiro que é necessário fazer é eliminar completamente todo relacionado com os ídolos. "Vos convertestes dos ídolos ao Deus vivo e verdadeiro ... Filhinhos, guardai-vos dos ídolos" (1ª Tes. 1:9; 1ª João 5:21). Não devemos adorar nenhuma imagem, porque isto é abominação ao Senhor. Não devemos nos envolver com a adivinhação ou com horóscopos. Não temos nada a ver com os jogos de azar, nem com os objetos de magia. Tudo isto pertence ao mundo e está debaixo do maligno.

Da mesma maneira, nossa forma de vestir deve experimentar uma mudança. Tudo aquilo que denota a antiga vida, e que é indecente ou impróprio para um filho de Deus, deve ser tirado.

Do mesmo modo, devemos pagar nossas dívidas. Parte do sistema do mundo hoje consiste em endividar-se. Muitas vezes as dívidas ultrapassam a real capacidade de pagamento das pessoas. Um cristão tem que terminar com esse costume. Se antes de sermos crentes, obtivemos algo por meios desonestos, devemos compensar o dano de maneira adequada. É verdade que já fomos perdoados pelo Senhor, mas por causa de nosso testemunho, devemos solucionar todos esses problemas diante dos homens, para que o nome do Senhor seja santificado.

O cristão foi chamado para sair do mundo. Pois bem, o mundo tem uma idéia muito clara a respeito de que coisas são impróprias de um crente. Eles poderão ser indulgentes com eles mesmos, mas não o são em relação aos cristãos. Portanto, o cristão tem que cuidar do seu testemunho em tudo aquilo que possa ser reprovado. Há atividades que não poderá desenvolver, lugares que não poderá freqüentar, palavras que não poderá dizer.

O mundo é o primeiro e grande inimigo dos cristãos. Há uma forma de saber que coisas são do mundo e de que coisas devemos nos apartar: Tudo aquilo que apaga a nossa vida espiritual e nos separa de Deus, é do mundo. Se não conhecermos quem é o que o governa e que perigo reserva para nós, cedo ou tarde cairemos em sua influência mortal. Se tivermos isto claro desde o começo escaparemos de um laço de morte, e saberemos que nossa cidadania está nos céus, de onde esperamos o Salvador, a nosso Senhor Jesus Cristo (Flp. 3:20).

Design downloaded from free website templates.