Abel, Enoque e Noé

Em uma meditação anterior escolhemos dois personagens de Hebreus 11 para mostrar dois aspectos do caminhar na fé. Vimos como Abel nos mostra a justificação pela fé, e Enoque a aprovação mediante a fé. Agora queremos adicionar outro personagem, ligado estreitamente aos anteriores, colocado a seguir na exemplar galeria de Hebreus 11: Noé. De modo que temos a Abel, Enoque e Noé.

"Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho de suas oferendas; e morto, ainda fala por ela" (Heb. 11:4). Abel alcançou a justiça de Deus por causa de sua oferenda. Deus dá testemunho de suas oferendas, não de Abel. O justo Abel alcançou a justiça por sua oferenda, não por sua justiça inerente. "E ainda fala por ela". O que nos diz Abel hoje por meio da sua oferenda? Que o homem alcança a justiça não por algo que tenha em si mesmo, mas sim por algo que está fora de si, quer dizer, por sua oferenda.

Que oferenda nós temos? Somos nós –a nossa justiça, a nossa bondade, naturais– a oferenda com que nos apresentamos diante de Deus? Se for assim, voltaremos envergonhados, porque não há tal justiça em nós. Deus nos dirá: "Não me tragam mais ofertas vãs" (Isaías 1:13). A oferenda de Abel foi o sangue de um animal, como expiação por seus pecados. A nossa oferenda, da qual nos fala aquela, é "o sangue precioso de Cristo, como de um cordeiro sem mancha e sem contaminação ... manifestado nos últimos tempos por amor de vós" (1ª P. 1:19-20).

"Pela fé Enoque foi transladado para não ver a morte, e não foi achado, porque o transladou Deus; e antes que fosse transladado, deu testemunho de ter agradado a Deus" (Heb. 11:5). Enoque deu testemunho de ter agradado a Deus em sua vida de fé. Não se trata só do ato de fé pelo qual foi declarado justo, mas sim de toda uma vida em comunhão íntima com Deus. Tal foi a proximidade com Deus, que Deus decidiu levar-lhe na metade dos seus dias. Nós estamos caminhando com Deus para ser-lhe agradáveis?

"Pela fé Noé, quando foi advertido por Deus a respeito das coisas que ainda não se viam, com temor preparou a arca para que a sua casa fosse salva; e por essa fé condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que vem pela fé" (Heb. 11:7). Noé se localiza no final de uma era e no começo de outra. Por sua fé condenou o mundo antigo, e como conseqüência, Deus pôde enviar o seu juízo.

O mundo velho terminou por causa da fé de Noé. Mas a sua fé permitiu-lhe passar para a era seguinte e ser herdeiro do mundo. Assim também nós. O mundo vindouro tem sido sujeitado, não aos anjos, mas sim à descendência de fé que tem Abraão.

Os que crêem em Jesus Cristo, são filhos de Deus e herdeiros. "Se vós sois de Cristo, certamente são descendentes de Abraão, e herdeiros segundo a promessa" (Gál. 3:29). Disto nos fala Noé, o "varão justo" (Gén. 6:9). De maneira que temos exemplificado em Abel a forma como se outorga a justiça de Deus, em Enoque, a forma de agradar a Deus, e em Noé, a forma como se obtém a herança de um mundo novo, tudo isto em Cristo, pela fé.

Design downloaded from free website templates.