Para a proclamação do Evangelho e a edificação do Corpo de Cristo
Ano 13 • N° 66 • Abril - Maio - Junho 2012

Cristo, unificador e sustentador

Quando Isaías, o profeta, viu a glória de Cristo disse: “Ai de mim! Que sou morto; porque sendo homem de lábios impuros, e habitando em meio de um povo que tem lábios impuros, os meus olhos viram ao Rei” (6:5). E João, o apóstolo, em Apocalipse, diz: “Quando lhe vi, caí como morto a seus pés” (1:17). O que diremos nós agora, ao tentar balbuciar, nas páginas que se seguem, algumas coisas em relação à glória suprema e imarcescível de Cristo?

Ao tocar a Cristo, tocamos o próprio coração de Deus, a centralidade do Seu propósito, Sua vontade perfeita e o significado final de tudo que existe, seja do macrocosmo, seja do universo infinitesimal, tanto do visível como do escondido nas profundezas mais abissais.

De tudo que se pudesse dizer da glória de Cristo, ressalta nesta edição, como um dourado cordão transversal, a visão de Cristo como Unificador e Sustentador de todas as coisas.

T. Austin-Sparks diz assim: “Se não fosse pelo Senhor Jesus Cristo, o universo inteiro se desintegraria, se desmembraria; estaria sem o seu fator unificador, cessaria de ter uma razão para manter-se como um todo completo e concreto. Sua coesão, sua impossibilidade de desintegrar-se e acabar é por causa disto: Deus determinou que o Senhor Jesus seja o centro – o centro governante deste universo inteiro, e ele, o Filho de Deus, é a explicação da criação”.

Disto, ficou um rastro surpreendente nos seres vivos, como nos expõe Ricardo Bravo, algo que foi descoberto recentemente na proteína denominada laminina, a qual tem forma de cruz, e que é a que mantém unidos os tecidos corporais, sendo assim a expressão do poder sustentador e unificador da cruz de Cristo na esfera biológica.

Mas quanto mais pode ser dito, no plano espiritual, em relação à glória de Cristo no crente e na igreja? O Senhor permita aos seus santos ocupar-se proveitosamente no descobrimento cada vez mais abundante e findado das riquezas que ainda permanecem escondidas em nosso Senhor Jesus Cristo.

 

A GLÓRIA DE CRISTO
Cristo em Colossenses
Nove aspectos da glória de Cristo.
Roberto Sáez.
A glória do conhecimento de Cristo

A necessidade de conhecer verdadeiramente a Cristo, e permitir que esse conhecimento reja nossa maneira de pensar e viver.
Rodrigo Abarca.
Unindo o céu e a terra

A dupla reconciliação obtida por Cristo: da criação e dos homens. Christian Chen.
Ligados à Cabeça

Um chamado a viver a realidade de Cristo, e a tomar o encargo do Espírito em oração.
Álvaro Astete.

LEGADO
Colossenses
Uma visão sumária da grandiosa epístola.
J.G. Bellet.

Toda plenitude em Cristo
Uma visão do Príncipe dos Pregadores para a glória de Cristo. C.H. Spurgeon.
Que Cristo tenha a preeminência
As verdades de Deus estão todas organicamente relacionadas, e todas elas convergem para um mesmo centro: Cristo. Watchman Nee.

ESPIGANDO NA HISTÓRIA DA IGREJA
De ateu a apologista cristão
Biografia do C.S. Lewis, um dos autores cristãos mais influentes do século XX.

VIDA CRISTÃ
Consagração
Lições básicas sobre a vida cristã prática.
Watchman Nee.

SEÇÕES FIXAS
Cartas de nossos leitores

EQUIPE REDATORA: Roberto Sáez, Gonzalo Sepúlveda, Rodrigo Abarca, Marcelo Díaz
TRADUÇÕES: Edward Burke Junior